Coração, saudade e tempo

Meu coração é grande, mas pequeno pra tanta saudade. 

Saudade é dor que incomoda, já dizia um poeta. Como quase tudo na vida, a saudade também é um paradoxo: se a temos, é porque lembramos de coisas boas, mas é ruim do ponto em que não podemos apertar return e voltar no tempo.

Outro carinha chato é esse tal do tempo. Ah… tanta coisa muda com ele. Traçar planos é quase garantia de que nenhum deles vai acontecer de acordo com o esperado. O tempo – crono ou psicológico – muitas vezes não respeita nem um pouco a lógica individual que carrega no nome.

Ele é imprevisível. Inalterável. O que passou já foi e o que agora está já vai. A vida é de fato um piscar, curto pra uns e muito longo para outros. Sem pressas, sem cobranças, sem expectativas demasiadas, sem vícios; viva.

Com o coração pequeno ou com a saudade grande, aproveite a vida – o seu piscar e abrir de olhos.

 

Isadora Bersot

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s