Menina de Retalhos

Seus pais sempre lhe disseram que era linda como uma boneca. Daquelas bem perfeitinhas! Sorriso lindo, olhos claros, cabelos esvoaçantes de dar inveja a qualquer outra menina e pra ninguém botar defeitos.
Apesar de sua beleza, ela sentia-se como uma boneca de retalhos. Sua vida sempre foi meio conturbada. Seu coração era como um daqueles sótãos bem sujinhos, cheios de tranqueiras acumuladas e sentimentos perdidos. Sua vida era uma eterna costura onde nada nunca estava pronto, onde sempre faltava um ponto. Entretanto, ela era amada.
Tinha amigos presentes e uma família que a apoiava. Infelizmente, seu coração frágil sofreu leves rachaduras com a vida, mas tornaram-se cortes profundos demais para serem esquecidos.
Apesar de possuir tudo que qualquer pessoa queria ter, ela não sentia o amor. Já havia se decepcionado muito, resolveu desacreditar dessa força. Era como se ela fosse imune a qualquer sentimento bom dedicado a ela própria.
Ela se achava inferior, indigna, não merecedora de nada. Mas o tempo, aquele famoso por curar tudo e revelar a verdade das pessoas, passou. E no fim de tudo ela percebeu que seu medo não era de amar, seu medo era ser amada.
(Isadora Bersot)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s