Faltas e sobras

Na falta do que escrever resolvi escrever sobre a própria falta. Faltam-me palavras inclusive para isto. Elas tem fugido de mim por esses dias. Estranho. Em geral, são elas que vêm ao meu encontro (ou eram). Porque logo agora elas resolveram sumir? Todas? Só penso em interrogações, questionamentos…

Sinto e vejo palavras ainda mais vazias, ocas. Tô sem profundidade, sem concentração, sem palavras. Sobram-me coisas soltas, vácuos na mente. As engrenagens que metaforicamente existem em minha mente estão com teias de aranha, como em revistas em quadrinhos.

Sem ideias e precisando escrever. Maneiro. Por mais contraditório que seja ou pareça ser, experimentarei ao menos parar de/pra pensar.

(Isadora Bersot)

Anúncios

3 pensamentos sobre “Faltas e sobras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s